SOBRE>

Alberto José Vieira Pacheco.

É Professor Adjunto de Canto da Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Natural do estado brasileiro de Minas Gerais, estreou em 1994 como tenor solista junto ao Coral da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Grupo Zíper na Boca. Desde então, tem se mostrado um intérprete bastante versátil, apesar de ter se especializado no repertório do século XVIII e  início do XIX.

É bacharel em Música, modalidade Voz, pela UNICAMP, onde também realizou seu Mestrado em Música voltado à música vocal italiana. Deste mestrado resultou o livro O Canto Antigo Italiano, editora Annablume (2006). O livro tem sido bem acolhido pelos músicos em geral e, em especial, por aqueles que pretendem uma interpretação historicamente orientada do repertório italiano.

Em 2007, finalizou seu Doutorado em Música pela UNICAMP, durante o qual desenvolveu pesquisa sobre a prática vocal carioca do início do século XIX, sempre com o apoio financeiro da FAPESP. Este doutoramento firmou a carreira do autor não só como pesquisador em práticas interpretativas, mas também como musicólogo. A tese resultante desta pesquisa foi publicada em formato de livro, sob o título Castrati e outros virtuoses: a prática vocal carioca sob influência da corte de D. João VI, editora Annablume (2009). Além dos livros já citados, Pacheco é autor de vários artigos já publicados, ou em vias de publicação, em revistas científicas com arbitragem, livros e coleções de ensaios. Além disso, várias edições críticas do repertório vocal Luso-Brasileiro preparadas por ele estão em fase final de edição e publicação. Pacheco também é coordenador/editor do Dicionário Biográfico Caravelas, no qual publicou vários verbetes.

Pacheco também é investigador do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Universidade Nova de Lisboa, onde realizou seis anos de pós-doutoramento como bolsista da FCT Fundação para a Ciência e Tecnologia de Portugal (FCT). Esta investigação teve como tema “O Repertório de obras dramático-musicais ocasionais em Portugal e no Brasil entre 1707 e 1834”. No CESEM, ele é um dos membros fundadores do Caravelas, Núcleo de Estudos da História da Música Luso-Brasileira. Neste período também recebeu orientação vocal em Paris com o renomado tenor Howard Crook, especialista em repertório barroco.

Em Lisboa, fundou a Academia dos Renascidos, grupo musical que tem por objetivo executar o repertório vocal luso-brasileiro, em especial, obras pouco conhecidas, ou as que ainda aguardam por sua estreia moderna.

Pacheco possui sólida experiência coral, seja como cantor, seja como maestro. Entre 2008 e 2013, foi o regente, preparador vocal e arranjador dos CoLeGaS, coral da ILGA Portugal.

Além de oferecer conferências, Pacheco tem ministrado cursos de graduação e / ou pós-graduação em instituições importantes: Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa; UNICAMP, UNESP (Universidade Estadual Paulista, Brasil) e a UFRJ.

Possui também muitos anos de experiência como professor de canto. Em 2012, Pacheco foi convidado a colaborar com a gravação do CD 18th century Portuguese Love Songs do grupo inglês L'Avventura London, pelo selo Hyperion , atuando como especialista em pronúncia e prosódia do Português Cantado. Entre 28 e 31 de janeiro de 2013, foi o responsável pelo curso de Canto do Atelier du Séminaire 'Rythmes Brésiliens', realizado pela GRMB-OMF, Paris-Sorbonne.

Pacheco tem apresentado comunicações em muitos encontros científicos nacionais e internacionais, às vezes como um convidado, ou como membro do Conselho Científico. Ele também participou da organização de alguns desses eventos, em particular das duas edições do Congresso Internacional “A Língua Portuguesa em Música” das quais é coordenador-geral e principal proponente.

Durante 2015, atuou também como Pesquisador Residente da Fundação Biblioteca Nacional, no Rio de Janeiro.

GALERIA>

© 2018 by ALBERTO PACHECO.

  • Instagram ícone social
  • Currículo Lattes